O programa da Nota Paulista ainda é cercado de inseguranças e dúvidas. Por isso estamos aqui para tranquilizar usuários e futuros usuários do programa a respeito de um tópico muito delicado: é seguro pedir o CPF na nota?

Sem dúvida a primeira grande desconfiança do público é a possibilidade do governo rastrear seus gastos para comparar com os dados informados no Imposto de Renda. Já explicamos aqui antes que isso não ocorre, mas se você tiver dúvida veja este post aqui: Atenção: o governo NÃO usa dados da Nota Paulista para te rastrear

É normal que ainda exista um certo receio de algumas pessoas em iniciar sua participação, afinal nem todo mundo está habituado a utilizar a internet como meio de realizar transações financeiras. Entretanto, a internet é um caminho sem volta e deixar de aproveitar as facilidades que ela proporciona é praticamente um pecado. Então, se você faz parte dessa parcela que não compra nada online ou não faz transferências bancárias por sites ou aplicativos por achar que não é seguro, temos uma boa notícia: o sistema da Nota Fiscal Paulista conta com muitas regras (que às vezes até irritam os usuários) para garantir a segurança dos créditos e dos dados.

 

Você só pode transferir para uma conta em seu nome

Sabe o que alguém mal-intencionado poderia fazer com seus créditos caso conseguisse seu e-mail e senha da Nota Paulista? Transferir os créditos para você ou pagar seu IPVA! Isso mesmo! O programa exige que o dinheiro seja utilizado apenas pelo dono do CPF. Não tem choro nem vela, você NÃO pode transferir seus créditos para uma conta em nome de mãe, pai, filho ou de seu cônjuge, mas APENAS para uma conta em seu nome.

Na pior das hipóteses o crédito da Nota Paulista só pode ser transferido para você mesmo.

 

Cadastro restrito

Essa talvez seja a regra mais chatinha do programa, pois quando você realiza seu cadastro na Nota Fiscal Paulista o governo impõe uma série de restrições como, por exemplo, não ser possível visualizar o valor de créditos, cupons fiscais ou bilhetes para sorteios.

Isso é chamado de “cadastro restrito”, portanto entenda que neste momento você possui uma conta básica e só poderá ter acesso completo após realizar sua primeira transferência de créditos. Como dissemos, só é possível transferir para uma conta bancária que esteja em seu nome, por isso, após você realizar a transferência e o dinheiro cair na sua conta, o sistema da Nota Paulista entenderá que é você mesmo quem está acessando e saberá que agora é seguro liberar todas as informações e funcionalidades.

Muitas pessoas têm dificuldades no primeiro saque, por isso sugerimos vejam este tutorial para não ter erro: As maiores dúvidas sobre saques da Nota Fiscal Paulista

 

Certificado digital

Uma medida mais recente para aumentar o nível de segurança foi a introdução do certificado digital que funciona como uma assinatura eletrônica. O governo passou a exigí-lo em algumas situações, geralmente quando o usuário da Nota Paulista recebe um grande prêmio, possui um valor muito alto em créditos para resgate ou o seu cadastro é considerado de risco. Para definir se um cadastro é de risco o governo leva em consideração os dados cadastrais, o número de transferências já realizadas, o tempo que o usuário está sem acessar o sistema, entre outros detalhes.

O e-CPF ou e-CNPJ, como são conhecidos os certificados digitais, são emitidos por uma autoridade certificadora habilitada. Caso você esteja precisando de um, veja como obter em http://www.iti.gov.br/certificacao-digital/como-obter.

 

Lição aprendida

Algumas pessoas podem até achar que essas são medidas exageradas, mas muito do que foi implantado hoje vem de lições aprendidas no passado. Em 2011 a Secretaria da Fazenda identificou fraudes do sistema da Nota Paulista. Estelionatários conseguiram desviar centenas de milhares de reais de pessoas que ainda não possuíam cadastro no sistema. Os criminosos conseguiram listas com dados pessoais de várias pessoas, e com essa informação em mãos eles tentavam realizar o cadastro delas no sistema e quando conseguiam eles desviavam os valores para entidades filantrópicas. Isso ocorreu, pois era possível doar os créditos às instituições e não havia limite de doação. O esquema veio à tona quando os verdadeiros donos tentavam se registrar e percebiam que já possuíam cadastrado, levando à denúncia à Secretaria da Fazenda.

 

Não quero que saibam meu CPF

Algumas pessoas possuem um receio bem anterior à questão digital: elas não querem que outras pessoas na fila de um supermercado, por exemplo, ouçam o número de seu CPF. Felizmente em muitos estabelecimentos já é possível digitar os números, mas onde não houver o sistema, o usuário pode fazer uso do cartão NFP. O cartão NFP é disponibilizado no site da Nota Paulista e pode ser impresso rapidamente pelo próprio usuário.

cartão NFP

O cartão possui outras vantagens, pois pode ser utilizado por quem tem dificuldade de decorar o número do CPF e por quem não quer portar o documento original. Ou então, por quem quer informar o CPF do cônjuge ou de algum familiar no momento da compra.

Para imprimir o cartão NFP acesse o site da Nota Paulista com seus dados e escolha o menu “Configurar” e a opção “Cartão NFP”.

 

Segurança do app

O aplicativo “CPF na Nota (Nota Paulista)” é o primeiro aplicativo a facilitar o acesso do contribuinte às informações do programa da Nota Fiscal Paulista. Foi criado há cerca de 4 anos e atualmente mais de MEIO MILHÃO de pessoas confiam e utilizam o app para acompanhar informações e realizar transações.

O aplicativo é bem completo e permite, inclusive, que você tenha um histórico de transações na palma de sua mão.

O histórico de transações disponível no app é crucial para manter a transparência do programa para o nosso usuário.

Acessar o histórico é bem simples: basta abrir o app e clicar na aba chamada “Conta Corrente” (para usuários Android) ou na opção “Conta” (para usuários iOS).

 

Histórico

Nota importante: se você nunca realizou um saque, este tipo de informação ainda não estará disponível para você, pois como já mencionamos neste texto, isso faz parte do processo de garantia de segurança do programa.

Atualmente o app está disponível para Android e iOS. Baixá-lo é muito simples, basta acessar este link aqui: http://notapaulista.mobi.

  • RedWolf Stark

    Olá, fiquei curioso quanto ao funcionamento do app.
    Vocês utilizam alguma API de consulta da Sefaz em que é enviado o CPF/Senha do consumidor e te retorna todos os dados das NFs?
    Ou é feita uma requisição de login simulando a entrada pelo site, e então os dados são lidos pelo HTML da página?
    Obrigado.